desabafosbipolares@hotmail.com

2 de agosto de 2017

Preparando-me para um Ano Sabático, Shemitá

Por do Sol em Olhos D'água Goiás
Shemitá https://pt.wikipedia.org/wiki/Shemit%C3%A1
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Shemitá (hebraico): שמיטה, literalmente "libertação"), também chamado de Ano Sabático, é o sétimo ano do ciclo de sete anos da agricultura ordenado pela Torá para o povo de Israel.
Assim como o sábado é o descanso semanal das pessoas e dos animais, a terra também tem o seu sábado: seis anos são para a semeadura, mas o sétimo ano é de descanso.
Neste sétimo ano, é proibido semear o campo, podar a vinha, segar o que nascer da seara e colher as uvas da vinha não podada .
Apenas o produto do descanso da terra servirá como alimento, inclusive o gado e os animais da terra.
Após sete períodos de sete anos o quinquagésimo ano é santificado - este é o ano do jubileu.

Bem aposentei ainda “nova” cheia de ideias e planos. Vi que estava tão cansada de tudo que não resistia à minha cama e acabava por me deixar seduzir por ela.
Primeiro passo foi perceber que primeiro eu precisava descansar, cuidar da minha saúde física, mental e espiritual. Entreguei-me ao ócio sem culpa, regularizei a escritura de minha casa (um saco), organizei documentos, roupas para doar. Lógico que,  como sou dona de casa, não fiquei 24h sem fazer nada. Mas no meu tempo, quando queria, se queria. Permiti-me deixar a casa um pouco bagunçada para poder ficar de pijama fazendo maratona das minhas séries que eu nunca tive tempo de colocar em dia. Bendito Netflix.
Ok. Descansei. Pensei em tirar um ano sabático. Fui pesquisar sobre isto. A pessoa tem ideias muito diversas sobre o ano sabático. Quem tem grana pensa em viajar. Não tenho gana. E o que está dentro de mim sem resolver, vai comigo. Não vou fazer cursos, não vou assumir nada que tenha que me programar, marcar, seguir relógio. Preciso me recompor e é tão bom ter tempo para poder fazer isto.
“A experiência do sabático possibilita que a pessoa tenha um contato mais profundo
com ela mesma e encontre as suas verdades. Ao abrir-se para conhecer outras formas de vida,
ela amplia o seu mapa mental e passa a compreender outras perspectivas”
Resolvi fazer minha visão de ano sabático. Uma viagem em minha própria vida, um recomeço, um novo caminho ou pelo menos uma forma nova de caminhar para um destino final, que não planejo, entrego ao Divino.
Não quero mais a vida que levava. Muito barulho, muito drama, muita fofoca e problemas. Vida de professora de séries iniciais não é fácil. Você se vê nos dramas familiares dos alunos, mulher demais trabalhando com você. Chegaaaaaa. Minha profissão passou a ser minha obrigação, não existia mais a excitação inicial. Só sentimentos de obrigação.
A família e os amigos cobram, quando me veem já perguntam. O que você está fazendo. Não pode ficar atoa, vai adoecer... Sabe aquela coisa de mãe de primeira viagem, todo mundo tem um conselho? Então, quando você aposenta é a mesma coisa. Todos querem dar palpites e arrumar coisas para você fazer.
Comecei meu ano sabático, vou resignificar minha vida. Quero sentimentos novos. Sem planos a longo prazo. Sem cobrança. Um período para renovar, assim como a Mãe Terra precisa de um ano para descansar e voltar a ser semeada, sinto que preciso do mesmo. Como estou cansada destes 31 anos trabalhando sem parar, com a saúde sempre mais ou menos a ruim. Este ano de folga pretendo descansar minha cabeça para ela voltar a produzir bons frutos.
Já me perguntaram se eu não vou sentir tédio. EU QUERO SENTOR TÉDIO. Nunca tive a oportunidade de sentir isto. Preciso me esvaziar para me encher com o novo, o belo, o que me traz alegria. Estou ainda cheia do passado e de lembranças muitas vezes não tão boas. Quero me esvaziar para dar chance a coisas novas entrarem em mim. Meu ano sabático será um preparo para um novo caminho a partir de uma trilha linda que vou encontrar.
Só de ter tomado esta decisão já sinto-me mais leve e renovada. Quem sabe vou para Olhos D’água GO? Lá é um pedacinho do Paraíso.
Que venha o novo!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário